O opróbrio do Egito já havia ficado para trás, o sofrimento do deserto tinha sido vencido o Jordão já havia sido transposto. Uma nova realidade surgiu na vida dos filhos de Israel: agora é um novo começo, uma nova vida. Deus disse a Josué: “Hoje revolvi de sobre vós o opróbrio do Egito; pelo que se chama aquele lugar: Gilgal, até o dia de hoje”, Js 5: 9.

Gilgal – um novo motivo para celebração.

A concretização da promessa de Deus levou o povo a erigir um altar, houve circuncisão e a celebração da páscoa. O maná cessou. A Arca passou a pernoitar, após circular a cidade de Jericó. Gilgal tornou-se o quartel-general de Israel para a conquista! E começou a distribuição da terra.

Gilgal – um lugar histórico.

Gilgal se tornaria, no futuro, um dos lugares históricos:

  1. Samuel julgou Israel
  2. Saul foi proclamado rei
  3. Davi foi restaurado, após a rebelião de Absalão

Gilgal – um memorial de vitórias.

Deus ordenou ao povo que se preparasse para um tempo novo, um viver diferente. Não se inicia um tempo novo no casamento, no relacionamento familiar, na vida espiritual, no ministério, se não estivemos dispostos a palmilhar um caminho diferente para conquistar nossos sonhos, e tomar posse das promessas de Deus. Existe um lugar de renovação, de colheitas e da abundância de Deus.

Mas antes devemos ter consciência de que o Egito e o Jordão devem ficar para trás em nossas vidas. Devemos, com persistência, fazer nosso esforço para alcançar a Terra Prometida.

Em Gilgal, aprendemos:

a)     Que Deus nos quer fazer livres dos fardos pesados do Egito

b)    Do sofrimento humilhante do deserto

c)     Do desnível acentuado do Jordão.

Em Gilgal tambem aprendemos que, com o Eterno:

a)     Podemos superar algum fracasso ministerial

b)    Uma vida espiritual sem motivação

c)     E mesmo uma vida familiar sem sucesso

d)    Que Deus age à medida que avançamos rumo às suas promessas e liberamos o nosso coração a crer em sua Palavra empenhada a nós.

e)     Que devemos quebrar nossa resistência e oposição e abandonar tudo que nos escraviza em favor de uma obra maior que Deus quer realizar através de nós.

Não permita que nada o impeça de conquistar as bênçãos do Senhor. A terra prometida simboliza o lugar da vitória em Deus. É um lugar de conquistas espirituais. Um lugar para vencedores. É o seu lugar, o lugar da sua família, daqueles que você ama, do seu ministério. É lugar do povo de Deus.

Abandone a saudade do Egito, a obstinação de resistir à ação de Deus. Deixe de lado a insegurança do deserto, a incerteza do Jordão e venha agora para Gilgal. O altar de Deus é o lugar da sua bênção, da sua vitória, da realização de seus sonhos. Busque a renovação dos seus dons e do seu ministério. Gilgal é o lugar de um recomeço com Deus.

“Que o Senhor te abençõe e te guarde”!

Pr. Francisco Augusto Alves Fraga

Pastor e Bacharel em Teologia

Comeadec – 0160

CGADB – 8706