dsc02221Estamos vivendo o ultimo instante da igreja na terra, creio que ninguém que conheça a Jesus tenha duvidas.

Nunca em toda historia da humanidade se viu o cumprimento tão real das profecias bíblicas, se não vejamos:

I – Sinais na Terra

Estes estão tão claros, que o mais incrédulo dos homens, ainda crê que por mais simples e clara a explicação dos ambientalistas e ecologistas, não dá para duvidar que explicação lógica é: “O homem em sua ganância, desobediência e principalmente o desrespeito ao planeta, é o principal causador de tudo isto”. Deus nos adverte acerca das coisas mais simples, como o sistema de esgoto.

As conseqüências das desobediências causadas pela ganância e preguiça resultam em enchentes, terremotos, maremotos, ondas gigantes, o degelo das calotas polares provocando o aumento do nível do mar. A bíblia é rica em revelações destas coisas.

II – Sinais sociais

Apavora aos sociólogos, a situação degradável que o homem esta vivendo. Procuram explicações no estudo do comportamento humano, mas não entendem porque cada vez mais o homem vive dissolutamente. Qual a causa?

O que realmente falta é conhecimento e temor de Deus.

Tentando sublimar sua frustração, se entregam as bebidas, orgias, drogas… Torna sua relação familiar um verdadeiro inferno, pois roubam,  matam, praticam o latrocínio, enchem os presídios de maneira que o estado se torna impotente diante da situação e a sociedade clama por socorro, porem não querem saber de Deus.

III – Sinais no Céu

As nações têm investido bilhões em programas espaciais, com o propósito de estudar condições para impedir que grandes asteróides ou mesmo um cometa venha de encontro com nosso planeta como aconteceu recentemente, onde um cometa colidiu com o Planeta Júpiter, que é o maior planeta do nosso sistema, causando uma grande cratera de proporções gigantescas. O que aconteceria se isto fosse na terra?

Em Apocalipse 8: 8 diz: “O segundo anjo toucou a sua trombeta, e foi lançado ao mar como que um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se sangue a terça parte do mar.”

Não será possível o homem impedir que isto aconteça.

IV – Sinais na Igreja

O surgimento de falsos pregadores que, com os sinais e prodígios conseguem levar após si multidões interessadas simplesmente na cura de suas enfermidades e na prosperidade financeira. Isto tem se tornado uma referencia para muitos. E a Salvação? Em II Coríntios 4: 34 diz:  ” Mais, se ainda o nosso evangelho esta encoberto, é naqueles que se perdem que esta encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da gloria de Cristo, o qual é a imagem de Deus.”  Os homens são incentivados a lutarem para conseguir o domínio do dinheiro de tal forma que todas as demais coisas são reputadas como de pouco valor. A família de muitos é conduzida por estranhos assalariados porque os pais estão ocupados lutando pelo seu deus. Em Mateus 6: 31-33 Jesus diz: “Portanto, não vos inquieteis dizendo: que haveremos de comer? Ou: que haveremos de beber? Ou:  Com que haveremos de vestir? (pois todas estas coisas os gentios procuram) Porque o vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isto. Mais buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

A ganância é o fator principal neste contesto que leva os fracassados a praticarem furtos, roubos assaltos, latrocínios, atos terroristas, alem dos corruptos e corruptores que deixam o mundo em polvorosa. Como se não bastasse, vem a crise financeira internacional, onde os países de economia confiável se vêem de repente num verdadeiro caos. Quem trará solução para este caos instalado no mundo?

Ainda sobre os sinais na igreja vem o mais contundente:  “Quando, pois, virdes estar no lugar santo a abominação da desolação, predita pelo profeta Daniel, quem lê entenda.” Mt. 24: 15.

Quando Antíoco Epifânio Invadiu Jerusalém em 170 a.C., uma porca (animal considerado imundo para os judeus) foi oferecida sobre ao altar do holocausto para ofender a consciência religiosa dos judeus, o que levou o fechamento do templo, até que os macabeus reconquistaram Jerusalém e purificaram o templo do Senhor.

Qual é o sacrifício que oferecemos a Deus? A resposta é bem obvio: O Louvor!

Contudo nos últimos anos surgiram falsos pastores dizendo: “Vou tomar do diabo (Musicas mundanas) e oferecer a Deus”. E como se não bastasse, alguns cantores mundanos que haviam fracassado com o seu;  de repente aparecem dizendo-se  “Evangélicos”. Começou então os grandes Shows que sevem exclusivamente para conduzir, aquele que não experimentaram o novo nascimento a uma verdadeira orgia. Esses cantores são “estrelas”, não tem pastor, e se fazem pastores e pastoras de si mesmos (Judas 8, 10-19), por não quererem submeter-se aos padrões bíblicos estabelecidos na igreja do Senhor Jesus.

“Não se engane Deus Não se deixa escarnecer”

Pr. Francisco Augusto Alves Fraga

Pastor e Bacharel em Teologia

Comeadec – 0160

CGADB – 8706